Seguidores

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Cantigas Populares

As cantigas populares fazem ou fizeram  parte de nossa infância.Apresento aqui algumas dessas cantigas . Precisamos resgatar os velhos costumes para que a cultura popular não morra e nossas crianças conheçam e continuem usufruindo desse mundo de fantasia e encantamento.

A Gatinha Parda

A minha gatinha parda, que em Janeiro me fugiu
Onde está minha gatinha,
Você sabe, você sabe, você viu ?

Eu não vi sua gatinha, mas ouvi o seu miau
Quem roubou sua gatinha
Foi a bruxa, foi a bruxa pica-páu



Mestre André

 Fui na loja do Mestre André
e comprei um pianinho
Pplim, plim, plim, um pianinho

Ai olé, ai olé
Fui na loja do Mestre André

Fui na loja do Mestre André
E comprei um violão
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho

Ui na loja do Mestre André
E comprei uma flautinha
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho

Fui na loja do Mestre André
E comprei uma corneta
Tá, tá, tá, uma corneta
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho

Fui na loja do Mestre André
E comprei uma sanfoninha
Fom, fom, fom, uma sanfoninha
Tá, tá, tá, uma corneta
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho


Nesta Rua
Se essa rua se essa rua fosse minha
Eu mandava, eu mandava ladrilhar
Com pedrinhas, com pedrinhas de brilhante
Para o meu, para o meu amor passar

Nessa rua, nessa rua, tem um bosque
Que se chama, que se chama, Solidão
Dentro dele, dentro dele mora um homen
Que roubou, que roubou meu coração

Se eu roubei, se eu roubei seu coração
Tu roubaste , tu roubaste o meu também
Se eu roubei, se eu roubei teu coração
É porque , é porque te quero bem

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Dia do Dentista

Hoje é o  dia do dentista e muito profissional aproveita esta data para trabalhar o tema higiene bucal.


Vejam só que legal esta fantasia de dentinho...
Estou postando porque sei que tem muita gente caprichosa que adora inovar... então não perca a oportunidade de fazer sua fantasia de dente para trabalhar saúde bucal em sala de aula.


Ela não é linda??? Ótima idéia para contar história e falar do tema de forma criativa... pode parecer difícil mas não é viu? Uma fada do dente feita com feltro que achei no site mmmcrafts.



Dentinhos feitos com garrafa petti e uma escova de banho para ensinar nossas crianças a escovar corretamente os seus dentinhos



terça-feira, 23 de outubro de 2012

Brincadeiras

 Vamos brincar !!!!
  Pois é brincando que se aprende !!!

Lenço Atrás
  Os componentes deverão tirar a sorte para ver quem ficará com o lenço. Deverão sentar na roda com as pernas cruzadas. Quem estiver segurando o lenço corre ao redor da roda enquanto o grupo fala:
 
Corre, cutia
Na casa da tia
Corre, cipó
Na casa da avó
Lencinho na mão
Caiu no chão
Moço bonito
Do meu coração.
  O dono do lenço então pergunta:
  -  Posso jogar?
  E todos respondem:
  -  Pode!
Um, dois, três!
  Deixa então o lenço cair atrás de alguém da roda. Este deverá perceber, pegar o lenço e correr atrás de quem jogou antes que este sente no seu lugar. Se conseguir pegar aquele que jogou ele será o próximo a jogar o lenço, se não conseguir quem jogou o lenço continuará segurando o lenço para jogar atrás de outra pessoa.  

Mamãe, posso ir?
  Uma criança é escolhida para ser a mãe que deverá estar de olhos vendados ou de costas, enquanto as outras serão as filhas. As crianças ficam em uma certa distância da mãe atrás de uma linha marcada com giz. A primeira da direita começa a falar: - Mamãe posso ir? – Pode. – Quantos passos? Três de elefante. Este deverá dar três passos grandes em direção da mãe. A próxima criança pergunta: - Mamãe posso ir? – Pode. – Quantos passos? – Dois de cabrito. Este deverá dar dois passos médios em direção da mãe. O próximo pergunta: - Mamãe posso ir? – Pode. – Quantos passos. – Cinco de formiga. Este deverá dar cinco passos pequeninos em direção da mãe. Quem chegar primeiro na mamãe será a próxima mãe.
 

Palitinhos
  Cada jogador deverá ter três palitinhos no máximo (pode-se partir um palito em três pedaços). Pode jogar colocando na mão todos 3, ou 2 ou apenas 1, ou com a mão vazia – zero ponto, o restante dos palitos ficam escondidos na outra mão. Para iniciar a brincadeira os jogadores expõem a mão fechada com os palitos dentro. Cada um deve tentar adivinhar a soma total de palitos que tem em todas as mãos juntando com a sua. Todos dizem um número. Depois abrem as mãos, soma-se a quantidade de palitos total para ver quem acertou. Recomeça a brincadeira.  

Para tirar a sorte:
Uni, dúni, tê
Salame mingúe
Um sorvete colorê
Uni, dúni, te
Quem saiu fora foi você!


Passa anel
  Sentados numa roda o grupo tira a sorte para ver quem vai passar o anel. Todos devem unir as palmas das mãos e erguê-las na sua frente. Quem ganhou na sorte deve segurar o anel entre as palmas das mãos e passar as suas mãos pelas mãos dos componentes do grupo deixando o anel nas mãos de alguém que ele escolher, mas deve continuar fazendo de conta que continua passando o anel até o último do grupo.
Ao final pergunta a um dos participantes onde está o anel? Se este acertar ele será o próximo a passar o anel. Se errar, quem recebeu o anel é que passará, começando novamente a brincadeira.  

Peixinhos e tubarões
Separados em dois times, deverão formar o time dos peixinhos e dos tubarões. No momento em que tocar uma música baixinho, os peixinhos saem para passear. Quando tocar uma música alta, os tubarões saem para tentar pegar os peixinhos, que deverão voltar correndo. O peixinho que for pego vira tubarão.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Mais Fofuchos !!!!!

Estou adorando fazer estes  bonequinhos !!!







Tem para todos os  gostos!!

sábado, 13 de outubro de 2012

Porta recadinho

Um delicado porta recadinho feito com um grampinho de roupa e  EVA.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Mensagem

Aprendam a amar como as crianças

Sejamos como as crianças: com elas aprendemos a amar.
Elas são sinceras amam desinteressadamente.
Se gostar de nós, logo saberemos.

Não sabem dissimular.
Aprenda a amar como as crianças

Pequeninas sorriem ao menor toque.
Não criticam, indagam apenas.
Não discriminam, aceitam a todos sem distinção.
Sabem conviver com as diferenças.

São alegres a todo tempo, cantam, dançam…
Faz da vida uma eterna festa.
Satisfazem-se com qualquer brinquedo, independente
do quanto custou. Não tem ambição.
Nos ensinam mais que qualquer sábio.

Confiam…
O seu olhar brilha, o seu sorriso é sincero.
Não nos pede nada em troca do amor que nos dão
somente carinho e atenção.

Tocam a nossa alma com a sua inocência.
Mesmo as que não tem a oportunidade de ter um lar,
sabem sorrir, quando nos dão um sorriso,
ganhamos o dia… Pois o seu sorriso é uma lição.

Não existe coisa mais triste, que ver uma criança triste.
Doemos o nosso sorriso a elas, sejamos alegres.
Mostremos a elas a criança que existe em nós.
Elas são o nosso futuro precisam ser felizes
para nos fazer felizes.

Vera Lucia de Oliveira


Aprenda Amar como as Crianças
Fonte: Mensagens e Poemas

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Lembrancinha para o Dia das Crianças

O dia da criança está chegando !!!
Este modelinho pode ser usado em um porta bombom ou  então fixá-lo em um pirulito.



sexta-feira, 5 de outubro de 2012

História da Galinha Ruiva

Sugestões de atividades para o projeto da galinha ruiva


 Era uma vez uma galinha ruiva, que morava com seus pintinhos numa fazenda. Um dia ela percebeu que o milho estava maduro, pronto para colher e virar um bom alimento. A galinha ruiva teve a idéia de fazer um delicioso bolo de milho. Todos iam gostar! Mas era muito trabalhoso... ela precisava de bastante milho para o bolo. Quem podia ajudar a colher a espiga de milho no pé? Quem podia ajudar a debulhar todo aquele milho? Quem podia ajudar a moer o milho para fazer a farinha de milho para o bolo? Foi pensando nisso, que a galinha ruiva encontrou seus amigos:

- Quem pode me ajudar a colher o milho para fazer um delicioso bolo?

- Eu não, disse o gato. Estou com muito sono

- Eu não, disse o cachorro. Estou muito ocupado.

- Eu não, disse o porco. Acabei de almoçar.

-Eu não disse o pato. Está na hora de brincar.

Todo mundo disse não. Então, a galinha ruiva ficou triste e foi preparar tudo sozinha: colheu as espigas, debulhou o milho, moeu a farinha, preparou o bolo e colocou no forno. Quando o bolo ficou pronto... Aquele cheirinho bom de bolo foi fazendo os amigos se chegarem. Todos ficaram com água na boca.

Então a galinha ruiva disse:

- Quem foi que me ajudou a colher o milho, preparar o milho, para fazer o bolo? Todos ficaram bem quietinhos. (Ninguém tinha ajudado.)

- Então quem vai comer o delicioso bolo de milho sou eu e meus pintinhos, apenas. Vocês podem continuar olhando. E assim foi: a galinha e seus pintinhos aproveitaram a festa, e nenhum dos preguiçosos foi convidado.

Atividade:

    As crianças ouvirão a história da galinha ruiva, e farão o reconto da mesma, confeccionarão os personagens e, com eles, representarão a história em teatro de fantoches.

    Objetivos:
    Proporcionar às crianças o conhecimento de histórias que desenvolvam a oralidade e a escrita e permitam a reflexão sobre respeito, cooperação e trabalho.
    Confeccionar os personagens da história para utilizá-los na representação do Teatro de fantoches.
    Trabalhar com diferentes materiais expressivos.

Material: EVA de várias cores, Cola para EVA , Marcador permanente , olhos móveis, palitos de dentes e churrasco.

Modo de fazer:

    Fazer os desenhos dos personagens. Desenhar as partes separadamente e recortar (corpo da galinha, asas, pés, bico, crista).
    Riscar cada parte no EVA e recortar.
    Cole com a Cola de EVA  todas as partes. Espere secar bem.
    Cole palitos de churrasco por trás dos personagens e monte a história tridimensionalmente ou apresente o Tetro de fantoches. 

História para imprimir , é só salvar!!!